folhas pintadas com sprayVioleta com amarelo, azul com verde, vermelho com rosa e muito mais. Quando se trata de harmonização de cores, são infinitas as possibilidades de diferentes combinações. Para ajudar nesse processo de construção, a Teoria das Cores estuda e sugere algumas estratégias para montar a suas composições.

A harmonização das cores pode ser feita,  por exemplo, por contraste, por analogia ou até pela combinação de tons monocromáticos. O caminho escolhido vai depender do visual que se pretende criar, seja para um arranjo de flores, para a decoração de ambientes ou para peças gráficas, entre tantas outras aplicações. 

Isso não quer dizer que existe apenas um jeito “certo” de combinar as cores, mas sim que alguns métodos tendem a funcionar melhor, de acordo com o sua ideia para aquela paleta. A verdade é que, mesmo dentro desse leque preconcebido, existe um universo imenso de oportunidades para expressar toda a sua criatividade. É por isso que hoje nós vamos explicar o que é a harmonização de cores, porque ela é importante e quais os melhores caminhos para consegui-la. Continue a leitura!

Como funciona a harmonização de cores?

Ao ver um nome como esse, muita gente pode pensar que se trata de um conjunto de técnicas dificílimas de combinação, mas a harmonização de cores não é nada mais do que uma forma de facilitar com o dia a dia de quem trabalha com cores.  Artistas, decoradores e arquitetos, estilistas e, é claro, o floristas, entre muitos outros profissionais usam esse método para criar combinações bonitas, criativas e harmônicas.

Como montar suas combinações Gabriela e Thiago

Para quem tem um bom senso estético, o processo de harmonização de cores, muitas vezes pode acontecer de um modo quase intuitivo, mas alguns truques podem garantir o sucesso da mistura de cores. O mais conhecido deles é o uso do Círculo Cromático, uma espécie de “compasso das cores’’ que ajuda a pensar e visualizar diferentes esquemas de combinação

Combinação Complementar

Também conhecida como “suplementar” ou de “contraste”, essa harmonização une tonalidades das duas extremidades do círculo,  proporcionando um efeito com muita vida e energia. Uma variação desse modelo é a “Combinação em Fenda”, que também cria uma sensação de vitalidade, mas um pouco menos intenso. Ela é feita a partir da união de uma cor primária com dois tons complementares, simetricamente opostos à ela.

A lógica da Combinação Complementar também é usada para composições de quatro cores, com o uso de duas cores primárias e duas secundárias. Para criar um efeito ainda mais marcante, as tonalidades podem ser equidistantes entre si, criando uma combinação chamada de “O Quadrado”,

Combinação Análoga

Para uma harmonia de cores calma e agradável, a “Combinação Análoga” é feita com a junção de 2 a 5 cores adjacentes no Círculo Cromático. Quanto mais tonalidades forem usadas, mais divertidas ficará a paleta. Ao contrário, uma variação mais enxuta passará um efeito mais sereno e discreto. 

Combinação Monocromática

Criar uma composição com apenas uma cor é hoje uma grande tendência de diversas áreas do design. Com ares minimalistas, ela permite aplicar uma mesma coloração em variadas tonalidades e profundidades, o famoso “tom sobre tom”, que passa um efeito de muita elegância. 

Workshops flora de serieHarmonia de cores nos arranjos florais

No universo das flores, saber os melhores caminhos para misturar tons e criar combinações também é muito importante. A harmonização de cores para arranjos florais ajuda a passar o efeito desejado para aquela ocasião ou ambiente, além de ajudar a soltar a criatividade em composições certeiras, ousadas e fora da caixinha. Para saber mais sobre o tema, fique de olho na nossa agenda de cursos e nas nossas redes sociais, em breve teremos novidades por aqui!

combinacoes de cores

WhatsApp chat