Inusitados, vistosos, cheios de encanto e personalidade. Assim são os arranjos de flores secas que, além de garantirem o toque de charme do ambiente durante o ano inteiro, também podem eternizar a beleza de lembranças especiais. 

As flores secas já são tendência consolidada no design mundial, mas a procura por esses arranjos tem sido cada vez maior depois do início da pandemia do coronavírus. Isso, porque aumentou bastante o cuidado em deixar os ambientes internos mais bonitos e com algumas pitadas de natureza. Além disso, os arranjos secos ainda trazem vantagens como durabilidade e praticidade no cuidado.

Como montar seu arranjo de flores secas

As flores secas também podem ser chamadas de flores desidratadas. Como elas perdem toda a sua água, não se deterioram tanto com o passar do tempo. Por isso, têm uma durabilidade maior. Não são todas as espécies de flores que são recomendadas para a secagem. Algumas delas podem ficar quebradiças, mudar a forma, ou murchar muito depois de desidratadas.

Por isso, é importante escolher as espécies do arranjo de acordo com o objetivo final. A paleta de cores é outro ponto que deve ser levado em conta na hora de montar arranjos de flores secas. Depois de desidratadas, as tonalidades tendem a desbotar, mas algumas espécies perdem mais pigmentação do que outras.

A secagem de flores é um hábito antigo. Muitas técnicas já foram criadas ao longo das décadas, mas cada uma delas pode trazer resultados diferentes: desde criações rústicas, até outras que tragam a sensação de “flores perfeitas”. Essas habilidades já passaram por muitos testes e melhorias, mas em algumas situações o acaso ainda faz seu papel e traz resultados surpreendentes— às vezes até mais incríveis do que os esperados!

De hastes pro ar

Um dos métodos mais antigos — e simples — para quem quer fazer arranjos de flores secas em casa é por suspensão. Com ele, as flores ficam com um estilo mais natural e descontraído. 

  • Para começar, retire o excesso de folhagens e pétalas danificadas e dependure as flores de cabeça para baixo em um lugar seco.
  • Coloque-as longe do sol direto e de fortes correntes de vento (mas com ventilação!) para ajudar a preservar a cor e a forma.
  • Depois de algumas semanas, as flores estarão prontas para serem usadas nos mais variados arranjos. 

Outras técnicas também muito conhecidas são com o uso de areia, prensa, sílica ou fornos especiais.

Fotos retiradas do pinterest.

Fotos retiradas do pinterest.

Cuidados e manutenção

Descomplicadas, as flores secas são ideais para quem quer trazer um pouco de natureza e encanto para dentro de casa sem precisar se preocupar com regas, podas, adubagem ou até mesmo com a troca de água dos arranjos frescos. 

Mas, isso não quer dizer que elas não precisem da sua dose de carinho e cuidados especiais. A manutenção adequada também é fundamental para garantir a maior durabilidade dos arranjos desidratados. Por exemplo, a umidade e a luz direta podem prejudicar as flores secas, por isso o ideal é exibi-las em um cantinho da casa que seja protegido dessas intempéries.  

Para manter o seu arranjo com a limpeza em dia, a dica é jogar um jato leve e frio de secador para retirar o excesso de poeira que pode acumular nas hastes. Isso deve ser feito uma vez por mês. Outra recomendação importante e verificar, regularmente, o aparecimento de mofo. Caso isso aconteça, é hora de praticar o desapego e descartar a flor afetada.

Nada se perde, tudo se recria

O resgate da tradição dos arranjos secos também traz consigo os valores do consumo consciente. Aqui na Flora, as flores da vitrine são trocadas todos os dias e, depois de tanto embelezarem a nossa loja, passam a compor jardineiras, mini bouquets, lanternas, coroas e mais inúmeras possibilidades. 

flores secas

Além das dicas que trouxemos aqui, também ensinamos nossos truques de secagem na Oficina de Arranjos Florais Secos. Quer saber quando será a próxima? Entra em contato com a gente! 

WhatsApp chat