fbpx

Refúgios botânicos para sair do óbvio no verão

As férias estão chegando ao fim mas o calor continua com tudo. As altas temperaturas convidam a curtir a vida do lado de fora, conhecendo novas pessoas e lugares e aproveitando as boas energias do verão. Em todo o país, existem passeios e destinos que já são consagrados para apreciar a estação mas, embora sejam bem animados, também costumam atrair bastante gente ao mesmo tempo. Por outro lado, alguns refúgios botânicos incomuns podem ser a solução para quem quer sair do óbvio no verão.

Quer saber quais são? Continue a leitura e comece a planejar o seu próximo passeio!

 

1. Sítio Roberto Burle Marx – Barra de Guaratiba (RJ)

O verão do Rio de Janeiro pode oferecer muito mais do que curtir uma praia lotada em Ipanema. A Cidade Maravilhosa oferece diversas opções de refúgios botânicos para aproveitar o calor com tranquilidade. Um bom exemplo é o Sítio Roberto Burle Marx, que fica na Barra de Guaratiba, a uma hora de distância da capital carioca.

Sítio Roberto Burle Marx

O Sítio Roberto Burle Marx, em Barra de Guaratiba, na zona oeste do Rio de Janeiro, se prepara para a nova fase da candidatura do local a Patrimônio Mundial pela Unesco.

O Sítio Roberto Burle Marx, em Barra de Guaratiba, na zona oeste do Rio de Janeiro, se prepara para a nova fase da candidatura do local a Patrimônio Mundial pela Unesco.

O casarão que foi comprado pelo paisagista no final dos anos 40 foi doado para a criação de um museu e hoje funciona como um espaço dedicado à pesquisa e divulgação cultural de um dos maiores nome do paisagismo no Brasil. A visita custa apenas R$10, mas precisa ser agendada com antecedência pela internet ou por telefone.

 

2. Cachoeira Bica do Ipu – Ipu (CE)

Não é atoa que o Ceará é conhecido como um dos melhores destinos de turismo ecológico do Brasil. Além das praias paradisíacas, o estado também tem opções de refúgios botânicos para quem não dispensa um banho de cachoeira para lavar a alma no verão. Uma delas é a Cachoeira Bica do Ipu, uma queda deslumbrante de 130 metros na Serra da Ibiapaba, que fica a cerca de 300 quilômetros de Fortaleza.

Cachoeira Bica do Ipu

O cenário ficou famoso ao ser retratado por José de Alencar no romance Iracema. Era lá que a protagonista se banhava e, por isso, o destino também é chamado de Baía de Iracema. É um ótimo passeio para levar as crianças, pois é uma Área de Preservação Ambiental com uma boa estrutura para turistas, restaurante e até piscina não muito longe da queda d’água. 

 

3. Casa do Jorge Amado – Salvador (BA)

Que tal aproveitar o verão para conhecer um pouco mais de um dos maiores autores da literatura brasileira? Em plena Salvador, a Fundação Jorge Amado (Casa do Rio Vermelho) é exemplo de arquitetura, cultura e paisagismo.

Casa do Jorge Amado

O memorial tem 15 ambientes repletos de documentos, cartas e vídeos que falam sobre a vida do autor ao lado de sua esposa. No imenso jardim da casa, os visitantes podem aproveitar para se refrescar do calor baiano enquanto aprendem mais sobre a vida do autor e esse importante capítulo da cultura brasileira. 

 

4. Parque Estadual Serra Verde – Belo Horizonte (MG)

Bem pertinho da Cidade Administrativa, na região metropolitana de Belo Horizonte, o Parque Estadual Serra Verde é o refúgio botânico ideal para curtir os dias de calor sem precisar ir muito longe. A unidade de conservação é repleta de nascentes que podem ser conhecidas com passeios guiados e trilhas interativas. 

Parque Estadual Serra Verde

O parque funciona de segunda a sexta, com atividades especiais em pelo menos em um sábado do mês. As trilhas são temáticas e abordam temas como a fauna, a flora e a cultura local. O calendário pode ser conferido nas redes sociais da instituição.  

Os benefícios de visitar refúgios botânicos 

Entrar em contato com a natureza, mesmo que rapidamente, é um hábito importante e necessário para todos os aspectos da nossa vida. Se movimentar é fundamental para um corpo saudável, enquanto desligar-se um pouco das preocupações nos ajuda a diminuir a ansiedade e ter um dia a dia mais equilibrado. Mesmo na cidade grande, os refúgios botânicos são verdadeiros oásis verdes para recarregar as energias. 

Qual deles você vai visitar ainda neste verão? Para mais dicas sobre como viver em harmonia com a natureza, curta as nossas páginas nas redes sociais. Estamos te esperando no Facebook e no Instagram!

WhatsApp chat